Factores de risco / Prevenção

As pessoas de pele clara, sardentas, ruivas ou louras (fototipos I e II), de olhos claros, nevos atípicos, com história de exposição solar intensa e intermitente (“escaldões”), sobretudo na infância, têm um maior risco de desenvolver este tipo de cancro.

O Melanoma é muito raro na raça negra: < de 1% de incidência em relação à população caucasiana atingida e é mais frequente em áreas não pigmentadas, como as palmas das mãos e as plantas dos pés.

Se reduzirmos a exposição à radiação UV, sobretudo  a exposição solar vamos diminuir o risco de melanoma. Isto é importante para todas pessoas de todas as idades e é especialmente importante nas que têm risco aumentado de melanoma (antecedentes pessoais de cancro cutâneo, nevos atípicos, doentes imunodeprimidos, antecedentes familiares de melanoma).

Para prevenir o melanoma é importante:

    • Limitar ou evitar a exposição solar entre 10h – 16h
    • Usar vestuário para proteger as áreas expostas ao sol, incluindo chapéu de pala e abas largas para proteger a face, pescoço e orelhas. O uso de óculos de sol é também recomendável.
    • Usar protector solar com factor de protecção (SPF) > ou = 15,  e reaplicar de 2 em 2 horas , especialmente  na praia depois do banho ou quando houver sudorese intensa.
    • Examinar regularmente a pele  (auto-exame e exame medico). Vigiar as alterações dos sinais ou nevos conhecidos e aparecimento de novas lesões suspeitas.
    • Evitar os solários
    • Evitar comportamentos de risco, nomeadamente escaldões e exposição solar intensa nas crianças